Ao fundo igreja Nossa Senhora dos Anjos


3 comentários:

  1. https://www.facebook.com/aristeu.gallinati

    ResponderExcluir
  2. HISTORIAS DE FAMÍLIA – 22/09/12 recomposta em 13/03/14
    A '''Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Anjos''' de [[Gravataí]] teve sua inauguração em [[1772]]. Em seu início foi atendida pastoral e espiritualmente pelos [[Capuchinhos]]. Sua história se confunde com a história da cidade de [[Gravataí]]. Ela se encontra na Rua ''Cônego Pedro Wagner''. Desde [[2001]] é sede do Vicariato de [[Gravataí]] da [[Arquidiocese de Porto Alegre]].
    Quando criança gostava muito de ouvir historias. Pedia a meu pai que as contassem. Como, ele tinha historias e estórias. Cada uma mais fascinante que a outra.
    Uma verdadeira historia, quero relatar para que fique nos anais da História da cidade de Gravataí e da família Gallinati.
    MEU PAI IRAÇY GALLINATI CONTOU-ME.
    Seu pai Pascoal Carlos Gallinati, tinha mais dois irmãos, a saber; Ângelo Maximo Gallinati, Modesto Gallinati, todos vindos da Itália com seu avô Giacomo Giovanni Gallinati e sua avó Carolina Bardessono Gallinati, em 1892.
    Seu avo, GIACOMO pai do Pascoal, Ângelo e Modesto, era conhecido no Rio grande do Sul, por suas habilidades como um grande autodidata. De tudo o Giacomo Giovanni Gallinati entendia.
    Em certa ocasião cerca de 1900 A 1908 passou um grande temporal, na região de Gravataí, um raio caiu sobre as torres da Igreja Católica Nossa Senhora dos Anjos. Partiram as torres nos dois lados, as quais não caíram, só racharam e separaram-se do corpo da igreja produzindo uma grande rachadura.
    O Padre há época, ficou pensando como resolver a questão. Ouviu sobre o Giacomo Giovanni Gallinati, mandou chamá-lo, para se aconselhar, sobre o que fazerem para resolverem a questão.
    RESUMINDO A HISTORIA.
    Meu avô Pascoal e seus irmãos Ângelo e Modesto, juntamente com seu pai, o senhor Giacomo Giovanni Gallinati, foram à presença do Padre. Analisaram toda a questão das torres separadas. Conclusão tem jeito de resolver a questão.
    Precisamos de duas barras de ferro redondo. Precisamos de uma porca especial e precisamos de duas chapas grandes. (AQUI ACRESCENTAR A FOTO DA PORCA ESPECIAL, DAS BARRAS DE FERRO E DAS CHAPAS) (DOCUMENTAR AO MAXIMO).
    AS CHAPAS PELO LADO DE FORA REFORÇADAS EM 1930 POR UMA EMPRESA ESPECIALIZADA.
    UM GRANDE GRAMPO POR DENTRO DA TORRE UNINDO ATRAVES DE UMA GRANDE BARRA DE FERRO E POR UMA PORCA ESPECIAL, UMA TORRE A OUTRA. (ESTE FOI O TRABALHO REALIZADO PELOS GALLINATI)
    O Pároco ficou olhando assustado, sem saber como isto resolveria seu problema. O senhor Giacomo Giovanni Gallinati, explicou.
    Vamos colocar uma barra de ferro no interior das torres, atravessando de um lado ao outro, por cima da igreja, por baixo do telhado. Quando a barra de ferro chegar do outro lado, eu vou prender a barra por um grande grampo, nas chapas vou fazer rosca em ambas às pontas do ferro redondo, sendo que ambos vão se encontrarem no meio da igreja. Com as chapas, colocadas nas pontas, e presas pelo grampo que farei na ponta do ferro redondo, coloco a porca especial, no meio e vou torcendo a porca, fazendo pressão ate unir as torres.(AQUI COLOCAR A FOTO DA PORCA ESPECIAL).
    Fácil assim, o autodidata senhor Giacomo Giovanni Gallinati, uniu as torres da Igreja Matriz Nossa Senhora dos Anjos.
    Para sua melhor cultura e informação, visite Gravataí, e a Igreja Católica Nossa Senhora dos Anjos, e olha pelo lado direito e depois pelo lado esquerdo das torres e veras com teus próprios olhos o que nosso ancestral autodidata senhor Giacomo Giovanni Gallinati, executou com seus três filhos, meu avo Pascoal Gallinati, Modesto Gallinati e Ângelo Gallinati.
    Se você não tiver tempo para ir ate lá olhem as fotos que eu tirei para guardar e mostrar quando conto esta historia, aos meus.
    Maiores informações podem me procurar. aristeumgallinati@hotmail.com ou o Julinho juliobsjunior@yahoo.com.br
    Um abraço. Atenciosamente Aristeu Marcondes Gallinati.

    UMA PEÇA NÃO UTILIZADA, DEIXADA NO LOCAL ENTORNO DO ANO 1908.

    O PAROCO ATUAL. MONSENHOR ALOÍSIO IRINEO FLACH.

    ResponderExcluir
  3. mudei de e-mail. aristeu.gallinati@hotmail.com

    ResponderExcluir